Curiosidades Sobre Tubarões

Eles são velozes, possuem dentes pontiagudos, e assustam os mais desavisados. Mas quem disse que todos os tubarões são perigosos? Aqui trazemos cinco fatos interessantes e curiosos sobre os tubarões.

É fato: o tubarão existiu antes dos dinossauros

Os tubarões, assim como as raias, são do grupo dos peixes cartilaginosos, e assim se diferenciam dos demais peixes, que possuem esqueleto ósseo, que nos vulgarmente conhecemos como “espinhas”. Assim como os peixes ósseos, os tubarões são descendentes dos Placodermi, um grupo esquisito de peixes que tinham armadura óssea envolvendo o corpo. A irradiação dos peixes cartilaginosos ocorreu há 420 milhões de anos, bem antes dos dinossauros, e seguiram evoluindo desde então.

Os tubarões sobreviveram a cinco extinções em massa

A evolução dos tubarões não aconteceu sem ter problemas. Os ancestrais dos tubarões tiveram que sobreviver a um grande evento de extinção há 44 milhões de anos atrás. A segunda extinção em massa, que ocorreu há 360 milhões de anos, extinguiu 75% das espécies da Terra, mas permitiu com que os tubarões se diversificassem pela primeira vez. Ao final do Permiano (252 milhões de anos atrás), outra extinção em massa ocorreu, eliminando 96% da vida marinha, porém algumas linhagens de tubarões persistiram. O mesmo aconteceu em outras duas extinções em massa: ao longo do Triássico (200 milhões de anos), e ao final do Cretáceo (65 milhões de anos, com a extinção dos dinossauros).

Alguns tubarões são os predadores mais eficientes ainda vivos

Por que tubarões predadores podem ser perigosos? As centenas de milhões de anos possibilitaram o surgimento de uma série de características que auxiliam na caça às presas. Os tubarões são excelentes nadadores: o esqueleto cartilaginoso, suas escamas do tipo placa e o corpo no formato de torpedo diminuem o atrito entre o tubarão e a coluna d’água. Podem perceber uma presa a grandes distâncias: podem perceber sangue diluído em até 1 ppm, e as Ampolas de Lorenzini podem detectar campos eletromagnéticos. A característica mais assustadora, sem dúvida, são os dentes pontiagudos, que formam fileiras que são substituídas conforme o uso. É o caso do tubarão-branco, temido como um dos predadores mais eficientes da Terra.

O tubarão-baleia é tubarão ou é baleia?

O caso do tubarão-baleia é um belo exemplo do que os cientistas chamam de “convergência adaptativa”. No sentido evolutivo, o tubarão-baleia é um tubarão que apresenta algumas características que também estão presentes nas baleias. Tem um tamanho tão grande quanto uma baleia, atingindo até 20 metros de comprimento e 19 toneladas, sendo por isso o maior peixe do mundo. A boca não possui dentes, sendo um animal filtrador, consumindo plâncton, pequenos crustáceos, e até peixes como o atum. E como muitas baleias, o tubarão-baleia está ameaçado de extinção.

O curioso tubarão-martelo

O tubarão-martelo provavelmente é o mais curioso de todos os tubarões vivos. Na verdade são nove espécies de tubarões cuja cabeça apresenta o formato de um martelo. Acredita-se que esse formato ajude o tubarão-martelo a virar a cabeça mais rapidamente para cima e para os lados. Nesses animais, os olhos se situam mais periféricos, então o campo de visão dos mesmos é mais amplo que nos demais tubarões. Além disso, a boca é voltada para baixo, e a dieta do tubarão-martelo é constituída de peixes bênticos, ou seja, do fundo dos oceanos.

Anterior

Curiosidades Sobre Peixes

Curiosidades Sobre Baratas

           
Próximo

1 comentário em “Curiosidades Sobre Tubarões”

Deixe uma resposta para Gustavo Woltmann Cancelar resposta